quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Saua Saua

Saua Saua é o lugar, junto à praia com o mesmo nome, onde existiram duas fábricas  - uma de descasque de arroz e outra de descaroçamento de algodão (da planta ao fardo) - e os diversos serviços de apoio a estas fábricas, tais como armazéns, oficinas, enfermaria, casas para empregados, fonte de água potável, etc... sendo de destacar a residência do gerente - a Vila Tábita - e a fonte junto à praia.
Nesta foto do Google assinalei a vermelho o arco que mostro logo a seguir, a amarelo o local junto ao mar onde se localiza a fonte "com dizeres" e a azul a praia e os mangais que mostro a seguir à fonte.
A entrada em Saua Saua faz-se através deste arco que penso ser comemorativo do 50º aniversário da abertura das fábricas que aqui existiram, pois tem inscritos os anos 1897 - 1947. 
Arco visto "do lado de fora"...
...visto do outro lado, "do lado de dentro"...
Foto da casa que se vê no lado esquerdo da primeira foto do arco, a única que na data estava recuperada.
Por todo o lado há construções... a maior parte delas em mau estado. Segundo me informaram está em curso a recuperação de todo o espaço, prevendo-se instalar (presentemente já em funcionamento) uma linha de engarrafamento de água - Água de Saua Saua - plantar diversas espécies de árvores e desenvolver um projecto turistico.
Depósito de água 
A típica fonte na praia e as suas inscrições. De um lado " Água e mulher só boa se quer" e... 
...do outro " Água má faz danos, água boa dá anos".
A praia e o mangal
Antes de terminar este post mostro duas fotos dum jogo muito jogado por estas bandas - mancala ou tchadji - mas que na minha infância lhe dava outro nome... mas não me lembro!
Para saber mais acerca de Saua Saua aconselho a clicar aqui.
Clicar para voltar a Do mar a Cuamba...

Sem comentários:

Enviar um comentário